Voltar para a página inicial Página do ICB Página da UFMG
Início
Histórico
Corpo Docente
Corpo Técnico-Administrativo
Graduação
Pós-Graduação
Extensão
Laboratórios - Multiusuários
Laboratórios - Pesquisa
Chefia  
Profª. Fabiana Simão Machado
Sub-chefia  
Prof. Ronaldo Alves Pinto Nagem
Secretaria  
Marly das Graças Ferreira
Av. Antônio Carlos, 6627 - Pampulha
CEP: 31270-901- Belo Horizonte, MG
Caixa Postal 486 - CEP 30161-970
ICB - Bloco K-4
Telefones: (31) 3409-2613
Fax: 3409-2613
Página da UFMG
Histórico

 
Clique aqui para saber mais sobre a história do Departamento)

O Departamento de Bioquímica foi criado formalmente em 1968, após a instituição da estrutura departamental nas universidades brasileiras pela Lei 5540. No entanto, sua origem remonta aos anos vinte, graças à liderança do Professor José Baeta Vianna, catedrático de Química Biológica da Faculdade de Medicina da Universidade de Minas Gerais, hoje UFMG. Com a aposentadoria do Professor Baeta, em 1964, assumiu a liderança da Bioquímica o Professor Carlos Ribeiro Diniz. Também discípulo do Prof. Baeta, o professor Diniz era docente de Bioquímica na Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto e livre-docente de Química Biológica na Faculdade de Medicina da UMG.  

Prof. Baeta Viana

Na gestão do Professor Diniz, que convidou Professor Giovanni Gazzinelli para ser seu Vice-Chefe, foi criada a pós-graduação, um dos primeiros cursos no Brasil no atual formato da pós-graduação brasileira. Nesse período, a Bioquímica já havia se tornado um grupo coeso de cientistas e educadores. Sob a liderança dos Professores Diniz, Giovanni Gazzinelli e Marcos Luiz dos Mares-Guia, este último, o organizador e primeiro coordenador do curso de pós-graduação, reuniram-se ao grupo originário da Faculdade de Medicina vários professores procedentes da Faculdade de Filosofia Ciências Letras, Faculdade de Farmácia e Escola de Veterinária.

Paralelamente às atividades de ensino, foram construídas diferentes linhas de pesquisa adaptadas à especialidade de cada docente da pós-graduação, entre elas, a bioquímica da nutrição, liderada pelo Prof. Enio Cardillo Vieira; toxinologia, pelos Prof. Carlos Ribeiro Diniz e Marcos Vinicius Gomes; química de proteínas, pelo Prof. Marcos Luiz dos Mares Guia e bioquímica de parasitas e imunoparasitologia pelo Prof. Giovanni Gazzinelli. À medida que o ICB era demandado a oferecer disciplinas do ciclo básico para os diversos cursos da área biológica, aumentaram as responsabilidades do Departamento com o ensino de graduação. Com isso, o Departamento também cresceu. Novas áreas de pesquisa foram encampadas, como a biologia molecular, liderada pelo Prof. Sérgio Pena.

As contratações realizadas a partir dos anos 90 trouxeram um grupo de novos professores/pesquisadores que souberam diversificar ainda mais as linhas de pesquisa e aumentar de forma extraordinária a produção científica gerada no Departamento, consolidando a pós-graduação como uma das melhores do país. Nesse período mais recente da nossa história, para além da contribuição nos campos da ensino superior e da ciência, os professores do departamento passaram também a dedicar-se a diversas atividades de extensão como também atividades voltadas para o desenvolvimento de produtos tecnológicos